domingo, 25 de setembro de 2011

Devaneios de um viajante: liberdade!

Viajar é sempre bom. Viajar sozinho é ainda melhor. Só você, a mochila nas costas, um mapa na mão esquerda e uma câmera fotográfica para registrar algumas paisagens magníficas. É claro que os momentos ficaram eternizados dentro da gente, na mente e no coração.

O que combina com viajar sozinho?! Andar, mas andar muito. Coloque na cabeça que a melhor forma de conhecer os lugares é andando! Evite os transportes, ande bastante, não se importe se está sol, se vai fazer bolha nos pés, se é longe, se... Você faz o seu caminho, você escolhe onde quer ir e o que vai fazer, na hora que você quiser! Pode definir isso como quiser, mas eu prefiro chamar de liberdade...

Essa viagem está sendo muito incrível para mim, como vocês devem ter percebido. Estou curtindo para valer e aproveitando o máximo que posso. Além disso, a vivência, a experiência e a nova cultura adquiridas estão mexendo um pouco comigo, estou ficando mais filosófico, rs.

Quando estava no Jardim Botânico de Madri, na sexta-feira, pensei bastante. Imagine um lugar onde você encontra uma tranquilidade, uma paz, fica zen. Pensou?! Pois é, o Real Jardin Botánico é muito bom para relaxar e ficar filosofando com seus botões.

Real Jardin Botánico de Madrid

O "espírito", ou sentimento, desbravador que andava m
eio apagado dentro do ser que vos escreve foi sacudido e acordado aqui em Madri, ainda bem. O que me levou a pensar que não aproveitamos muito o lugar onde estamos e acabamos reclamando em demasia. São Paulo, onde moro, por exemplo. Existem tantos lugares bacanas, museus, jardins, parques e coisas interessantes para se visitar e fazer em São Paulo, mas nós acabamos as ignorando, seja por causa da rotina estressante e louca que a capital paulista nos faz ter, ou seja por desinteresse e "cansaço" mesmo. Algo para se pensar e repensar.

Mas voltemos para a Espanha, vamos falar de Madri. Estou encantado com esta cidade, e também com as cidadezinhas que conheci neste fim de semana: Toledo e Segóvia. Sério, cada vez mais gosto deste lugar e acredito que não vai ter outra cidade pela qual vou me apaixonar como aconteceu com Madri.
Alcázar de Toledo
Toledo é bem interessante, eu curti muito. Se você gosta da época medieval, é o destino certo. Fortes, castelos, igrejas, catedrais. Visitei o Alcázar de Toledo, um palácio fortificado onde fica o Museo del Ejército, e me encantei ainda mais. Acho que passei mais de duas horas vendo armas, armaduras e aprendendo um pouco mais sobre a história da Espanha. Vi tantas armas medievais, roupas e armaduras que fiquei com uma baita vontade de jogar Age of Empires. Depois vi a seção de armas atuais e me deu vontade de jogar Call of Duty, hehehe.

Acima, Puente San Martin, que faz parte da rota de Dom Quixote

Você já leu Dom Quixote (El ingenioso hidalgo Don Quixote de La Mancha)? Bom, eu já, e a cidade de Toledo faz parte da "Rota de Quixote", o que a tornou ainda mais atrativa. Tirei até uma foto com Cervantes lá (uma estátua dele, claro!). A Puente San Martin, sobre o Rio Tejo (ou Tajo) é fantástica. Um lugar lindo! Recomendo gastar um tempo lá... Segóvia é bem bacana também, mas não tem todo o charme da cidade de Toledo, mas, é óbvio, vale a visita.
Aqueduto Romano em Segóvia

Ah, finalmente conheci Esperanza, a dona da casa onde estou morando. Ela estava passando férias nos EUA e só chegou hoje. Nessas duas semanas uma amiga dela, a Celes, era quem estava cuidando da casa e do estrangeirinho aqui...

Tenho tanta coisa para escrever aqui que com certeza acabei esquecendo de muitas delas. Assim que for lembrando, vou colocando as bobagens no blog.

¡Hala Madrid!

Um comentário:

Magaly Ciszewski disse...

Adorei esta abordagem....e o momento não poderia ter sido melhor, amei viajar junto, através de seus devaneios, fotos,facebook, enfim eu estava acompanhando cada passo, e torcendo para que seu EUROTRIP você tudo de bom....e foi com certeza.\o/ Continue postando no blog, estarei esperando bjs
Mommys.....