sábado, 14 de junho de 2008

Euro 2008 - 13/6

Itália se complica

A seleção italiana conseguiu apenas um empate diante da Romênia no jogo de sexta-feira (13/6). Itália 1 x 1 Romênia. Com esse resultado a seleção comandada por Roberto Donadoni ficou na terceira posição no Grupo C.

No início do primeiro tempo a Azurra começou melhor, mas quase tomou um gol aos 18 minutos. Chivu cobrou falta pelo time da Romênia e acertou a trave, assustando Buffon. No final da primeira etapa a Itália marcou um gol de cabeça com Luca Toni, mas a arbitragem marcou impedimento, anulando o gol.

A Romênia começou o segundo tempo mais entrosada e abriu o placar com Mutu. Porém, apenas um minuto depois a Itália chegou ao gol de empate com Panucci. A chance do jogo foi desperdiçada pela Romênia, que teve um pênalti a seu favor aos 34 minutos do segundo tempo. Buffon defendeu a cobrança de Mutu e saiu como o herói da partida.

Chocolate holandês

A Holanda teve mais uma bela atuação na Euro 2008 e goleou a seleção da França por 4 a 1, um verdadeiro chocolate. A seleção holandesa garantiu a liderança do Grupo C e também a classificação para as quartas-de-final.

Enquanto a Holanda se movimentava bem em campo e realizava boas jogadas, a seleção francesa estava apática e parecia perdida. Não demorou para a seleção holandesa abrir o marcador contra a França. Aos 9 minutos do primeiro tempo Kuyt cabeceou para dentro das redes após cobrança de escanteio. Após ter sofrido o gol a França conseguiu acertar a marcação pressionou a Holanda até o final, mas sempre parando nas mãos do goleiro Edwin Van der Sar.

A equipe comandada por Marco Van Basten começou o segundo tempo num ritmo forte e chegou ao segundo gol aos 14 minutos. Arjen Robben puxou bom contra-ataque e serviu Van Persie, que afundou a rede do goleiro francês Grégory Coupet, que ainda encostou na bola antes de ela entrar.

Aos 25 minutos a França esboçou uma reação. Após contra-ataque, Sagnol cruzou para Henry marcar seu gol. Mas não houve tempo para comemorar. Apenas 1 minuto depois do gol francês Robben recebeu dentro da área e chutou quase sem ângulo, marcado por dois franceses. Um golaço.

O que era uma vitória se transformou em goleada aos 46 minutos da etapa final. Sneijder recebeu passe e chutou de fora da área, encobrindo o goleiro Coupet, outro golaço. Duas goleadas sustentaram a primeira posição e a classificação para as quartas-de-final. E mais: duas goleadas nas seleções finalistas da Copa do Mundo de 2006, Itália e França. Esse time holandês promete.

Um comentário:

Rafael Taira.Poneis. disse...

esse seleção holandesa promete e cumpre por isso q gosto dela.